Do milk shake à maconha

O consumo de maconha teve origem na Índia, há milhares de anos. De lá se espalhou em direção a várias áreas européias e africanas. Nesse último continente, a planta chegou via o oceano Índico, atingindo Moçambique e de lá novamente se espalhando. Há registros do uso de maconha em Angola do século XVI. Nesse século, a cannabis sativa atravessou o oceano Atlântico, acompanhando a rota do tráfico de escravos. Ao longo desse processo, recebeu outros nomes: pango, diamba, riamba, fumo de Angola etc.

Há mais de trezentos consome-se maconha no Brasil, mas esse consumo geralmente era associado a grupos sociais marginais, primeiramente escravos e depois criminosos. Na década de 1950, o costume migra para a turma do milk shake, ou seja, rapazes e moças da classe média. Conhecer esta história é o primeiro passo para entender o problema. Para saber mais, ver




*nome

*e-mail

site ou blog

comente a postagem :: tentativas de contato por comentário serão bloqueadas