Exigência X Desistímulo

por Ana Lou para Página da Cultura

Você exige muito de si mesmo? Vive se cobrando, buscando a perfeição e se sente um lixo quando as coisas dão errado? Já parou para pensar que o seu perfeccionismo pode atrapalhar a vida do seu filho?

Para psicóloga e nossa colaboradora Dora LorchAlguns adultos são muito exigentes consigo mesmos, querem tudo perfeito e estendem essa cobrança para os filhos. Porém, crianças e jovens têm outras habilidades e nem sempre conseguem agir com a perfeição esperada. Cria-se aí um impasse: devemos exigir e, dessa forma, desenvolver essas características nos nossos filhos, ou devemos deixar passar?

Para resolver esse nó, é importante considerar duas questões: as capacidades próprias de cada faixa etária e a importância de cada exigência.

Se você está exigindo uma habilidade que seu filho não tem condições de desenvolver no momento, está criando uma frustração desnecessária, em você e nele. Em você, porque seu filho não correspondeu à sua expectativa; nele, porque tal atitude o fez sentir isso. Pior: o mal-estar que você está causando com essa cobrança pode levar seu filho a desistir de tentar se aprimorar da próxima vez.”  Continue lendo…




*nome

*e-mail

site ou blog

comente a postagem :: tentativas de contato por comentário serão bloqueadas