Luciana Savaget

wwDepoimento de Luciana Savaget. *** Local Caption *** Gravado no estúdio "D" da TV Globo - RJ CD FT 228w.lucianasavaget.com
luciana.savaget arroba paginadacultura.com.br

As histórias que eu costumo escrever são tecidas pelas linhas do sorriso, do brilho nos olhos, da expressão de inocência…de tudo, enfim, que vivi na infância e que até hoje me estimula a viver, sonhando. É como estar do lado avesso das coisas… É ver a vida pelo lado de fora. No mundo dos livros, onde os sonhos habitam, tudo é diferente. Podemos nos transformar a qualquer hora no que quisermos, numa sereia, numa bruxa ou num simples espectador de uma estrela caindo do céu. Quando nós, escritores, criamos uma história, é para que cada palavra se prolongue no gesto, no olhar, e na voz que nos conduzam à imensidão do imaginário, lá, onde fica o ar que respiramos através da criação literária. Sou brasileira, nasci no Rio de Janeiro.

Costumo dizer que cresci acreditando em tudo que é mágico. Por isso escrevo para crianças. Meus livros também estão sendo lidos na Palestina. Traduzi para o português: “Minha Vida junto a Pablo Neruda”, escrito pela sua esposa Matilde Urrutia”. Sou também jornalista e atualmente trabalho na Globo News – GloboNews – TV por assinatura. Ganhei diversos prêmios mas me orgulho de ter sido eleita “Personalidade do Ano Internacional da criança”, em 1993 recebi o diploma de honra ao mérito no Festival Internacional Film e TV de Nova York, com o programa crianças trabalhadoras, transmitido pelo programa Globo Repórter. Em 2002 ganhei o importante prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. 2014 ganhei um dos maiores prêmios da minha vida o da Federação Internacional de Arquivos de TV (FIAT), pelo meu trabalho no programa Arquivo N. Esse é o meu universo, com o sabor tão especial que só o coração produz e transmite.

Perfil

O personagem que eu não esqueci: muitos personagens: Aladim, Ali Babá, Sherazade, Lampião, Antônio Conselherio
O livro que ainda não li: os que estão na lista dos mais vendidos.
O livro que sempre releio: os das Mil e uma Noite
O autor que eu queria ser: eu mesma
Leio poesia para sonhar
Leio prosa para acreditar
Leio biografia para conhecer vidas e me certificar de que os sentimentos dos homens são iguais em qualquer parte do tempo e do mundo.
Leio ensaio para viver
O começo de livro que mais gosto é… É o começo mesmo
O final de livro que mais gosto é… Saber que tudo tem fim.
O filme que não esqueci: São tantos, que me perco na conta…
Faço sempre e com prazer: escrever
Gosto de ouvir… risada de criança e canto de cigarra
A minha epígrafe de hoje: Ela acreditou em tudo que viveu e fez
Meu hobby é ler
Um nome que mudou a história: Manhattan Gandhi
Se eu pudesse adotar um país… adotaria o Brasil
Que pena que eu não escrevi isto: Nenhum conto árabe
Se eu fosse um bicho eu seria um elefante ou uma libélua
Três coisas que não posso viver sem: entusiasmo, sonhos e livros
Três coisas que odeio: mau humor, mau humor e mau humor
O que ficou da minha infância? As histórias que a minha mãe me contava
O futuro ainda quer de mim: Que eu continue curiosa
Quando falam de mim dizem… Ih! Nunca perguntei a ninguém
Qual pecado gosto de cometer? O da gula. Como chocolate sem limites
Não posso dormir sem ler um bom livro
Não escrevo sobre o que os outros querem
Só escrevo se… eu acreditar…
Me dá prazer comer chocolate
Me dá prazer beber água
Não desisto de nada
Com o tempo aprendi que não existe a palavra “não”

Prêmios

2014 – FIAT/IFTA – Fédération Internacionale des Achives de Television. Best Use of Archive – Programa Serra Pelada – GloboNews – TV Globo
2011 – Um Conselheiro chamado, Antônio – Editora Cortez entrou para o catalogo da Feira internacional de Bologna como uma das mais belas publicações brasileiras.
2009 – Enigma de Huasao – Editora Global – entrou para o catalogo da Feira internacional de Bologna como uma das mais belas publicações brasileiras. 2010 – Aranha Dailili- Prêmio Viriato Correa – União Brasileira dos Escritores – (UBE)
2008 – Operação Resgate na Jordânia – editora Nova Fronteira — entrou para o catalogo da Feira internacional de Bologna, como uma das mais belas publicações brasileiras. Ganhou o Prênio Adolfo Aizin – União Brasileira dos Escritores. (UBE)
2006 – Prêmio Altamente Recomendável. Dadá, a Mulher de Corisco. Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).
2006 – Prêmio Altamente Recomendável. Operação Resgate em Bagdá. Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).
2004 – Prêmio Altamente Recomendável. O Amor de Maria, a Bonita. Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).
2003 – Prêmio Altamente Recomendável. O Amor de Virgulino, Lampião. Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).
2002 – Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.
1997 – Prêmio do Parlamento Latino Americano pelo programa Peru, uma Viagem Mística, também veiculado no Globo Repórter.
1994 – Diploma de honra ao mérito no Festival Internacional de Filme e TV de Nova York, com a reportagem Trabalho Infantil, transmitida pelo programa Globo Repórter.
1980 – Prêmio Críticos de Arte de São PauloPelo Programa “Recado a Vinicius de Moraes” – apresentado pela TV Bandeirantes.
1980 – Troféu O RepórterPela apresentação do programa infantil “Pulmman Jr”.
1979 – Personalidade Internacional do Ano da Criança.União Brasileira dos Escritores – UBE.

Obras

Meia-volta, vamos ver, Nova Fronteira, 2014.
Mão quente, coração frio, Nova Fronteira, 2014.
A menina que vivia no mundo da lua, Nova Fronteira, 2014.
Jararaca – Um homem com nome de cobra, Cortez, 2014.
Não gosto, não quero, Nova Fronteira, 2011.
Operação Galápagos, Planeta Jovem, 2011.
Poeta sem palavras, Planeta Jovem, 2011.
Maria de todas as graças, BestBolso, 2010.
O Sertão do conselheiro Antônio, Cortez, 2010.
O dia em que o mundo acabou, Prumo, 2010.
Operação resgaste na Palestina, Nova Fronteira, 2010.
Carminha Cebolinha: a Consertadora de Sonhos, Larouse Júnior, 2008.
Aranha Dailili, Zit, 2009.
Enigma de Huasão: uma história peruana, Global, 2008.
Enigmas de Huasão: una historia peruana, Global, 2008.
Gertrudes Trudes Tutudes, Nova Fronteira, 2007.
Operação resgaste na Jordânia, Nova Fronteira, 2007.
Traça-Letra e Traça-Tudo, Larouse, 2007.
Magnólia, DCL, 2006.
Meu padrinho, Padre Cícero, DCL, 2006.
Morrendo de rir, Nova Fronteira, 2006.
Dadá, a mulher de Corisco, DCL, 2005.
Operação resgaste em Bagdá, Nova Fronteira, 2005.
É meu! Cala Boca! Quem manda aqui sou eu!, Larouse do Brasil, 2005.
O amor de Maria, a Bonita, DCL, 2004.
1, 2, 3 … ya, Panamericana, 2003.
O amor de Virgulino, Lampião, DCL, 2002.
Gravata sim, estrela não, DCL Editora, 2002.
Japuaçu e a Estrela do Fogo, DCL Editora, 2002.
El pájaro y la estrella de fuego, Panamericana, 2002.
Media vuelta y ya está, Panamericana, 2001.
¡No me gusta!, Panamericana, 2001.
Ave-Maria mensageira da paz, novo milênio, 1999.
Flor sem nome, José Olympio, 1999.
E o céu virou mar, José Olympio, 1995.
Cambalhoteando no Céu, Bertrand, 1987.

A Gralha Azul, Cedibra, 1983.