Airton Ortiz

Airton Ortiz fotogra#17817E_17X22www.airtonortiz.com.br
airton.ortiz arroba paginadacultura.com.br

Criador do gênero Jornalismo de Aventura, onde é ao mesmo repórter e protagonista da reportagem, o explorador, aventureiro e fotógrafo Airton Ortiz é escritor profissional, com 12 livros publicados, e jornalista free-lancer, especializado em reportagens internacionais sobre a natureza selvagem. Na 1ª Série Ginasial ganhou o primeiro de uma série de prêmios literários. Foi patrono de 10 feiras de livro no RS e quatro vezes patronável da Feira do Livro de Porto Alegre. As salas de leitura das escolas Maria Borges Frota e Landell de Moura levam o nome do autor, bem como a biblioteca da Escola Municipal Ataliba Brum, onde ele se alfabetizou.

Perfil

O personagem que eu não esqueci: Long John Silver, o pirata da perna de pau e papagaio no ombro, de “A ilha do tesouro”, de Robert Stevenson.
O livro que ainda não li: Grande Sertão Veredas, de Guimarães Rosa.
O livro que sempre releio: Moby Dick.
O autor que eu queria ser: Jack London.
Leio poesia para saborear as palavras
Leio prosa para saborear as frases
Leio biografia para aprender com a experiência dos outros
Leio ensaio para me situar no mudo em que vivo
O começo de livro que mais gosto é: “Ele era um velho que pescava sozinho em seu barco…”, de “O velho e o mar”, de Ernest Hemingway.
O final de livro que mais gosto é: o final de “A volta ao mundo em oitenta dias”, de Julio Verne.
O filme que não esqueci: “Guerra nas estrelas”.
Faço sempre e com prazer: ler, viajar e escrever
Gosto de ouvir música regionalista gaúcha.
A minha epígrafe de hoje: “Eu sou o que penso e não o que os outros pensam que sou”
Meu hobby é reunir os amigos para comer churrasco, beber cerveja e falar bobagens.
Um nome que mudou a história: Cristóvão Colombo.
Se eu pudesse adotar um país adotaria o Nepal.
Que pena que eu não escrevi isto: “Penso, logo existo”.
Se eu fosse um bicho eu seria uma ave migratória. Qualquer uma delas.
Três coisas que não posso viver sem: família, amigos e livros.
Três coisas que odeio: falsidade, arrogância e grosseria.
O que ficou da minha infância? O gosto pela natureza selvagem.
O futuro ainda quer de mim: um livro melhor.
Quando falam de mim dizem que sou um cara acessível.
Qual pecado gosto de cometer? Gula.
Não posso dormir sem beber um trago antes.
Não escrevo sobre falta de assunto.
Só escrevo se tiver o que contar.
Me dá prazer comer churrasco gordo.
Me dá prazer beber Cuba Libre.
Não desisto de tentar
Com o tempo aprendi que saber administrar o tempo é uma grande virtude

Palestras, eventos e cursos

Suas viagens radicais ao redor do planeta aliadas à sua experiência como administrador de empresas o tornaram um dos mais requisitados conferencistas nas áreas de Planejamento e Motivação, prestando consultoria para importantes empresas no Brasil, além de fazer palestras em escolas e feiras do livro por todo o país. A palestra mais solicitada: Risco total, erro zero.

Prêmios

1999 ─ Aventura no topo da África narra sua expedição ao cume do monte Kilimanjaro, tornando-se o primeiro gaúcho a escalar a mais alta montanha do continente africano.

2000 ─ Na Estrada do Everest narra suas escaladas na cordilheira do Himalaia, no Nepal. O livro foi finalista do prêmio Açorianos de Literatura, o mais tradicional do Rio Grande do Sul.

2001 ─ Pelos caminhos do Tibete narra a viagem onde ele percorreu, de jipe, todo o platô tibetano, viajando de Lhasa a Katmandu através do Himalaia. Também foi finalista do prêmio Açorianos de Literatura.

2003 ─ Expresso para a Índia narra uma profunda experiência na terra dos deuses hindus. Ganhou o prêmio Euclides da Cunha, da União Brasileira de Escritores, como o melhor livro de ensaio lançado no Brasil naquele ano, além de ter sido o 2º livro mais vendido na 49ª Feira do Livro de Porto Alegre.

2004 ─ Travessia da Amazônia narra uma viagem do Pacífico ao Atlântico pelos rios amazônicos. Ganhou o prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, como melhor livro de não-ficção escrito por um autor gaúcho naquele ano, além de ter sido o 5º livro mais vendido na 50ª Feira do Livro de Porto Alegre.

2005 ─ Egito dos faraós narra uma jornada através do deserto do Saara, em lombo de camelo, e a descida do rio Nilo, numa jangada. Foi finalista do prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, além de ter sido o 3º livro mais vendido na Feira do Livro de Porto Alegre.

2006 ─ Na trilha da Humanidade narra a expedição que refez o caminho percorrido pelos humanos pré-históricos que povoaram o Brasil partindo da África, cruzando a Ásia, entrando nas Américas pelo Alasca e descendo até Minas Gerais, uma volta ao mundo completa, 45 mil quilômetros, 12 países. Sucesso de crítica e de público, também integrou a lista dos livros mais vendidos na 52ª Feira do Livro de Porto Alegre. Esse livro se originou de uma série com 12 reportagens, 24 páginas, publicada no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, em 2005. A matéria foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo, a mais importante e tradicional condecoração da mídia brasileira.

2007 ─ Em busca do Mundo Maia se originou de uma série seis reportagens publicadas no Jornal do Povo, de Cachoeira do Sul, onde, em 12 páginas, relata sua expedição à América Central. A matéria, que aborda a extinção da cultura dos maias, ganhou o Prêmio ARI de Jornalismo, o mais tradicional e importante da mídia gaúcha, onde obteve o primeiro lugar na categoria reportagem cultural.

Obras

Aventuras pelo mundo: Paris. Benvirá, 2014
Aventuras pelo mundo: Atenas.
Benvirá, 2013
Gringo. Editora Record, 2012
Expedições Urbanas: Jerusalém. Editora Record, 2011
Expedições Urbanas: Havana.
Editora Record, 2010
Aqui dentro há um longe imenso. Editora Saraiva, 2010
Vietnã pós-guerra
. Editora Record, 2009
Cartas do Everest. Editora Record, 2008
Em busca do mundo Maia. Editora Record, 2007
Na trilha da humanidade. Editora Record, 2006
Egito dos Faraós. Editora Record, 2005
A travessia da Amazônia. Editora Record, 2004
Expresso para a Índia. Editora Record, 2003
Cruzando A Ultima Fronteira. Editora Record, 2002
Pelos caminhos do Tibete. Editora Record, 2001
Na estrada do Everest. Editora Record, 2000
Aventura no topo da África. Editora Record, 1999