Respeitando o tempo de cada um

por Ana Lou para Página da Cultura

Não adianta, as pessoas não são robôs. Por mais que você fale, reforce e insista é importante ter consciência de que cada um tem o seu tempo.

Talvez por ignorar essa constatação muitos pais pecam na educação dos seus filhos. Com o anseio que eles se tornem pessoas melhores e superem suas dificuldades acabam criando grandes conflitos por pequenas bobagens.

Para psicóloga e nossa colaboradora Dora Lorch “Uma das maiores fontes de estresse é a tendência que muitos pais têm de querer consertar tudo de uma vez. Nem bem o filho melhora num aspecto, os pais reclamam de outro, não dando tempo do filho consolidar as mudanças conseguidas. Isso desgasta os filhos e os adultos também.

Essa exigência exacerbada não funciona, porque ninguém consegue mudar vários comportamentos de repente. Você lembra da última vez que decidiu emagrecer, fazer ginástica e levar uma vida saudável? Conseguiu mudar tudo de um dia para o outro? Com os filhos não é diferente. Porque mudanças e hábitos demandam esforço, tempo e paciência, de modo que é preciso saber o que é importante para não nos consumirmos com coisas pequenas. Além disso, mudar uma atitude por vez é mais eficiente e propicia mudanças mais duradoras.”

Para continuar lendo, clique aqui. Boa leitura!




*nome

*e-mail

site ou blog

comente a postagem :: tentativas de contato por comentário serão bloqueadas